Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Vida da Gorduchita

A Vida da Gorduchita

11
Out18

Consumismo | Uma auto reflexão

Nunca me considerei uma pessoa muito consumista ou materialista. Tenho os meus momentos, é certo, fases em que me distraio um pouco mais, mas no geral, não invisto muito dinheiro em bens materiais. Até porque há muito que não associo a minha felicidade a coisas (exceto livros, pronto... o meu calcanhar de Aquiles, mas muito mais controlado nos últimos tempos).

 

No entanto, sofro uma luta interna no que se refere a coisas para a minha filha. Com mais facilidade caio na tentação de gastar dinheiro em artigos que pouca ou nenhuma falta fazem.

 

Hoje fui ao shoping na hora de almoço, para entregar um livro que tinha à venda no OLX (menos um na estante... aos poucos, eles lá se vão encaminhando para novos donos). Aproveitei para dar um saltinho à Primark, para ver se encontrava umas pecitas para a minha filha, agora para o Outono / Inverno. Depois fui à loja da Disney e, em seguida, à Zippy (nenhuma me paga pela publicidade, infelizmente).

 

Em todas elas me senti tentada a trazer mais que o necessário... Um vestido da Minnie aqui, uma boneca que estava em promoção ali, umas sapatilhas da Minnie (sempre ela, que fazer?!) acolá. E mais uns headphones que a rapariga acha que gostava de ter, mais um microfone da Vampirina que estava a bom preço, mais uns pijamas giros que ela não precisa para nada...

 

Contive-me. Trouxe apenas duas sweaters e um pack de 5 pares de meias que lhe fazem falta. Pronto, uma das sweaters é da Minnie e, como tal, um pouco mais cara (o dobro, na verdade) do que a outra. Não era essencial ser aquela, mas ela vai adorar o capuz com as orelhas e laço da sua personagem favorita.

 

Onde quero chegar?

A lado nenhum, acho eu. Apenas refletir que me custa o equilíbrio "brilho nos olhos da S." vs "gastar dinheiro em coisas que não fazem falta, só vão ocupar espaço, mais tralha para casa".

Desta vez, portei-me bem, mas numa próxima posso não estar com o racional tão ativo...

Como controlo isto? Não sei bem. Mas para bem das minhas finanças e da redução do caos no lar, tenho de o fazer.

Imediatamente e com efeitos permanentes.

 

consumismo.jpg

 Imagem Pinterest

 

40 comentários

Comentar post

Pág. 1/2