Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Vida da Gorduchita

A Vida da Gorduchita

17
Mai17

Poupanças - Reflexões

O mês vai ainda a pouco mais de meio mas, a não ser que algo de extraordinário entretanto aconteça, posso já dizer que a nível de dinheiros está a correr melhor do que esperado.

Parece-me que chegarei ao fim de Maio com alguma folga, e já tendo colocado dinheiro de lado (repus, inclusivé, semanas atrasadas do Desafio das 52 semanas).

No entanto, e decorrente da compra de supermercado que fiz esta semana, e de um olhar um pouco mais atento para o frigorífico / congelador e despensa, sei que preciso fazer uma reflexão sobre a gestão que faço da comida.

Bato com a mão no peito e admito, com alguma vergonha, que deito (muita) comida fora. Coisas que passam do prazo, frescos que apodrecem no frigorífico, restos de comida cozinhada que não são aproveitados... 

Dinheiro deitado ao lixo (já para não falar da questão social de quem não tem o que comer).

Sei de onde vem a maior parte do desperdício: da falta de planeamento e das minhas ideias mirabolantes de que vou começar a utilizar este ou aquele alimento (muitas vezes, da moda), ou que vou começar a comer mais fruta ou fazer refeições com mais legumes.

Faço compras com base nestas ideias idiotas e depois o que acontece? Os ingredientes ficam por lá, à espera de serem utilizados, até se estragarem. Porque não faço um plano devido de como os utilizar.

É algo que tenho, claramente, de corrigir.

Vou tentar ainda hoje fazer (novamente) uma lista do que tenho (principalmente no frigorífico e despensa, que é onde as coisas mais se estragam). E depois, estruturar muito bem as refeições que vou cozinhar nos próximos dias, dando uso a esses ingredientes.

O passo seguinte é começar a planear semanalmente as refeições e fazer as compras em função disso. Só e apenas!

Está na hora de reduzir este desperdício ao mínimo. 

 

14 comentários

Comentar post