Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Vida da Gorduchita

A Vida da Gorduchita

08
Set17

O Infantário e a Culpa!

Quando a S. estava com a ama, eu saía para o trabalho entre as 8:15 e as 8:30, muitas vezes com ela ainda a dormir.

Regressava a casa pelas 18:15-18:30. Passava pois, cerca de 10 horas fora de casa, cerca de 10 horas sem estar com ela (nos dias em que ela ficava a dormir, ainda mais tempo).

Agora, com a entrada no infantário, sou eu que a levo de manhã. O infantário fica bem pertinho do meu local de trabalho.

Hoje consegui "libertar-me" um pouco mais cedo, mas tenho saído de lá perto das 9h e a ideia é ir buscá-la cerca das 18h.

Em condições normais, consigo reduzir em cerca de 1 hora o tempo que não estou com ela. Agora temos o tempo da viagem para nós, para estarmos juntas também.

 

Então por que é que me sinto culpada de a deixar no infantário o dia todo? Por que é que acho que passa lá demasiado tempo?

Já passava muito tempo com a ama. Já passava muito tempo sem mim.

E vejo-a a ser bem cuidada, a darem-lhe bastante atenção. Claro que não é uma situação de um-para-um como era com a ama, mas ainda assim, não é como se estivesse lá no infantário meia abandonada.

Além disso tem outras crianças com quem brincar, estará a desenvolver novas competências, a adquirir novos conhecimentos, a conhecer novos mundos. E isso é importantíssimo para o seu crescimento.

 

Sabendo isto tudo, racionalmente, por que é que me sinto culpada por passar o dia a trabalhar e não a poder ir buscar mais cedo?

22 comentários

Comentar post