Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Vida da Gorduchita

A Vida da Gorduchita

02
Mar17

Jardim de infância

A S. faz 3 anos em Julho. Achamos, por diversas razões, que o próximo ano letivo será a altura certa para a colocar no jardim de infância. 

Já começa a notar-se a necessidade de mais convívio com outras crianças. Já começa a notar-se a necessidade de outro tipo de estímulo / atividades para desenvolver competências que estão ainda muito pouco maturadas.

Já começa a notar-se algum cansaço na ama da S. (passar um dia inteiro com uma criança desgasta).

Os 3 anos sempre foram aquele patamar a atingir. Há quem nos recomende aguentar até aos 4 (a madrinha da S. é acérrima defensora dessa ideia), há quem ache que já devia ter ido...

Nós, que é quem conta, achamos que o próximo Setembro será a altura ideal, com os 3 anos já feitos.

jardim-de-infancia-de-desenho.jpg

 

Começa assim a saga da procura do Jardim de infância "ideal". Aquele que cumpra os nossos requisitos em termos pedagógicos, logísticos e monetários.

Não queremos um JI "normal". Queremos uma abordagem alternativa, uma visão mais holística da criança. Ficamos, pois, mais condicionados na escolha.

Mas já temos 2 em vista. Um já visitamos e até já fizemos uma pré-inscrição. O outro vamos visitar hoje, para ficar a conhecer melhor (já lá estive num workshop, deu para ter noções gerais apenas do espaço). 

No essencial, ambos cumprem - abordagem pedagógica que queremos, envolvimento com a comunidade, horário alargado. E ambos têm vantagens e desvantagens.

Um tem instalações novas, outro fica numa casa da década de 60 (mais 10 menos 10) aproveitada/ajustada para o efeito.

Um fica pertinho de onde trabalho, o outro fica entre a casa e o trabalho (de ambos).

Um tem um grande espaço exterior, o outro apenas um pátiozito. 

Um fica significativamente mais barato que o outro.

 

Hoje iremos ficar com todas as informações do segundo (chamemos-lhe assim, apenas porque é o segundo que visitamos) e depois faremos a devida análise e comparação.

Depois é decidir e esperar que corra tudo bem, que a S. se adapte e goste e lá seja feliz. Porque isso é o mais importante!

 

13 comentários

Comentar post