Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Vida da Gorduchita

A Vida da Gorduchita

17
Jan18

"Dá-me um abraço para eu acalmar"

13473284_499177150281727_145778559_n.jpg

imagem retirada daqui

 

Quando negamos algo à S. ou queremos que ela faça algo que não é aquilo que lhe apetece fazer naquele momento, a reação dela é chorar. Muitas vezes, percebe-se (ou pelo menos assim o parece) que força o choro, para dar ênfase à sua posição.

Ao perceber que não é dessa forma que consegue levar a sua avante, pede mimo.

 

"Dá-me um abraço para eu acalmar", diz ela, estendendo os braços. 

E eu, NUNCA lhe nego este abraço. Mesmo quando estou aborrecida, cansada ou farta das suas recusas, das suas teimas. Sei que o meu abraço a consola, a conforta, a acalma. 

Quase sempre depois deste abraço (ou do 3º ou 4º), acaba por aceder ao que queremos que faça. 

 

A verdade é que o abraço me permite, também a mim, acalmar, respirar fundo, relembrar-me que é apenas uma criança que está a lidar com os seus sentimentos e com a oposição às suas vontades. 

28 comentários

Comentar post

Pág. 1/2